Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Brigitte Macron, primeira-dama da França, e a cantora Rihanna, em Paris, no dia 26 de julho de 2017

(afp_tickers)

Um mês após ser interpelada no Twitter, Rihanna foi recebida nesta quarta-feira (26) por mais de uma hora pelo presidente francês Emmanuel Macron, "um encontro absolutamente incrível", segundo a estrela, que foi à França para pedir fundos à Parceria Global para a Educação, da qual embaixadora.

"Eu tive um encontro absolutamente incrível com o presidente e a primeira-dama, eles foram incrivelmente acolhedores", explicou a cantora de Barbados, que defende várias ONGs e foi designada por Harvard personalidade humanitária do ano.

"Nós conversamos sobre a educação em todo o mundo. Teremos grandes anúncios para setembro e vamos fazer mais na África em outubro", disse ela, referindo-se ao fundo humanitário. "Este é o ano da educação".

Enquanto em frente ao palácio presidencial centenas de fãs, muitos deles jovens, se aglomeravam na calçada na esperança de ver a estrela, Rihanna foi recebida na escadaria do Eliseu por Brigitte Macron.

Emmanuel Macron não hesitou em posar com a cantora para os fotógrafos.

Tudo começou com um tuíte: em 24 de junho, Rihanna, uma das maiores estrelas do mundo, escreveu em sua conta, com 75 milhões de seguidores: "Olá, @EmmanuelMacron, a França vai se comprometer com o Fundo da Educação?".

Ela lançou mensagens semelhantes ao primeiro-ministro canadense Justin Trudeau, ao presidente argentino Mauricio Macri bem como a Steffen Siebert, porta-voz de Angela Merkel.

Brigitte e Emmanuel Macron receberam nesta segunda-feira o cantor Bono, que também veio falar sobre sua associação humanitária de ajuda à educação, One.

AFP