Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um robô R2-D2 como este, que apareceu na cerimônia do Oscar, em fevereiro passado, foi vendido em leilão por US$ 2,8 milhões em uma casa de leilões do sul da Califórnia

(afp_tickers)

Um robô R2-D2, usado nas filmagens de várias produções da franquia "Star Wars", foi vendido por quase US$ 3 milhões, informou nesta quinta-feira uma casa de leilões do sul da Califórnia.

O droide fiel de Luke Skywalker foi montado a partir de peças nas filmagens da trilogia original, entre 1977 e 1983, e em dois outros longas, entre 1999 e 2005, informou em seu catálogo a casa Profiles in History, perto de Los Angeles.

Embora o personagem de 109 centímetros tenha sido, na maior parte do tempo interpretado pelo ator inglês Kenny Baker, existem mecanismos internos na unidade feita de alumínio, aço e fibra de vidro, vendida na quarta-feira.

A comprador não identificado desembolsou U$ 2,76 milhões para adquiri-lo, fazendo dele o item mais caro dos três dias de leilão de memorabilia de Hollywood, que incluiu vários itens da franquia da Lucasfilm, que arrecadou um total de US$ 14 milhões.

O sabre de luz usado por Skywalker nos primeiros dois filmes, "Uma Nova Esperança" e "O Império contra-ataca", foi vendido por US$ 450 mil, enquanto o capacete usado por Darth Vader no filme original foi arrematado por US$ 96 mil.

Uma coleção de 23 naves espaciais das séries "Battlestar Galactica" e "Buck Rodgers" foram vendidas por US$ 1,8 milhão, enquanto a icônica pista de dança iluminada de "Os Embalos de Sábado à Noite" foi arrematada por US$ 1,2 milhão.

O traje usado por Leonardo DiCaprio em Titanic (1997) e a espada de Arnold Schwarzenegger em "Conan, o Bárbaro" (1982) foram vendidos por US$ 192.000 cada.

Outros itens de destaque incluíram um roteiro e a porta da frente do Rick's Cafe, de "Casablanca" (1942), o vestido usado por Lucille Ball no sitcom dos anos 1950 "I Love Lucy" e a Harley-Davidson XLCH 1000 de Evel Knievel no filme "Viva Knievel!" (1977).

Um bilhete dourado de "A Fantástica Fábrica de Chocolate" (1971) foi vendido por US$90 mil.

AFP