Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A emergência do Hospital Mount Sinai, em 4 de agosto de 2014, em Nova York.

(afp_tickers)

Hackers roubaram, provavelmente da China, dados pessoais de 4,5 milhões de pacientes dos Estados Unidos, segundo um documento bursátil divulgado nesta segunda-feira.

O importante operador de dados hospitalares Community Health Systems foi vítima de um ataque em abril e junho deste ano, continuou o documento, publicado na página na internet da Comissão de Valores (SEC, em inglês) dos Estados Unidos.

O ataque foi iniciativa "de um grupo originário da China, que usa vírus muito sofisticados", acrescentou o texto.

Operador de 206 hospitais em todo o país, o Community Health informou neste documento que os piratas informáticos roubaram nomes de pacientes, endereços, datas de nascimento, números de telefone e do seguro social. Eles não coletaram, no entanto, informações médicas, nem bancárias.

AFP