Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O presidente Paul Kagame durante ato de campanha em Kigali no dia 2 de agosto

(afp_tickers)

Os ruandeses comparecem às urnas nesta sexta-feira para uma eleição presidencial que tem como favorito absoluto Paul Kagame, homem que governa o país com mão de ferro desde 1994 e que aspira a um terceiro mandato de sete anos.

Visionário para alguns e déspota para outros, o presidente de Ruanda, de 59 anos, tem dois adversários relativamente desconhecidos e que foram quase ignorados em uma campanha de três semanas dominada pela Frente Patriótica Ruandesa (FPR), partido que domina todas as esferas da sociedade do pequeno país.

Quase 6,9 milhões de pessoas estão registradas para votar em todo o país.

Na quarta-feira, Kagame reuniu milhares de pessoas nas ruas de Kigali em seu último evento de campanha. Os outros candidatos, Frank Habineza, líder do único partido de oposição tolerado em Ruanda, e o independente Philippe Mpayimana criticaram o pouco tempo para arrecadar recursos e a campanha curta.

AFP