Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Países que assinaram e ratificaram o acordo de Paris sobre o clima.

(afp_tickers)

A Síria, que na terça-feira anunciou a sua intenção de participar da cúpula de Paris sobre o clima, não está convidada ao encontro que irá acontecer em dezembro na capital da França, declarou nesta quarta-feira (8) a chancelaria francesa.

"O Acordo de Paris tem como objetivo limitar o aquecimento global abaixo de 2°C, em comparação com os níveis pré-industriais, reforçar as capacidades de adaptação às mudanças climáticas e direcionar os fluxos financeiros para atividades econômicas com baixos níveis de emissões de gases (que potencializam o efeito) estufa", ressaltou o ministério francês das Relações Exteriores, por meio de um comunicado à imprensa.

"A cúpula do dia 12 de dezembro em Paris busca reunir os principais atores mundiais das finanças e do clima. A Síria não está convidada (a participar)", categorizou a diplomacia francesa.

Foram convidados a participar da cúpula, organizada pela França por ocasião do segundo aniversário do Acordo do Clima de Paris, centenas de chefes de Estado e de governo, com exceção do presidente americano Donald Trump.

O encontro foi anunciado em julho pelo presidente francês, Emmanuel Macron, após a decisão tomada em junho pelos Estados Unidos de sair do acordo.

"Até o momento, o presidente Donald Trump não foi convidado", acrescentou a presidência francesa.

O encontro acontecerá logo após a 23ª Conferência da ONU sobre o Clima, a COP23, que ocorrerá entre os dias 6 a 17 de novembro em Bonn, na Alemanha.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP