Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Logo da PDVSA em posto de combustível em Caracas

(afp_tickers)

A agência de classificação financeira Standard & Poors declarou em default parcial a petroleira venezuelana PDVSA devido ao não pagamento de juros sobre parte de sua dívida, informou a empresa em comunicado nesta quarta-feira (15).

A classificação da S&P para os empréstimos da PDVSA passou de CC ("muito vulnerável") para SD (default parcial), informou a agência um dia após a Fitch adotar uma decisão similar.

S&P indicou que tomou a decisão de rebaixar a nota, uma vez que a Venezuela não efetuou os pagamentos de bônus da dívida com vencimento em 2027 e 2037.

"Dadas as atuais sanções contra PDVSA e seus problemas de liquidez, duvidamos da capacidade da empresa de pagar o restante da dívida" dentro dos prazos, disse a agência.

A PDVSA é o pilar da economia venezuelana, gerando 96% das divisas do país. Por esta razão, um default agravaria a profunda crise que o país atravessa ao comprometer seus ativos, como CITGO, uma subsidiária nos Estados Unidos.

O Estado venezuelano já foi declarado em default parcial pela S&P e Fitch.

Com reservas internacionais de 9,681 bilhões de dólares, a Venezuela deve quitar até o fim do ano cerca de 1,47 bilhão de dólares. E, para 2018, tem obrigações de mais de US$ 8 bilhões.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP