Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Autoridades francesas vão sacrificar milhares de patos cridos ao ar livre no sudoeste do país a partir desta quinta-feira, para evitar a propagação da gripe aviária

(afp_tickers)

As autoridades francesas vão sacrificar milhares de patos cridos ao ar livre no sudoeste do país a partir desta quinta-feira para evitar a propagação da gripe aviária, anunciou o ministério da Agricultura.

A zona afetada conta com um milhão de patos expostos pela passagem de aves silvestres que transmitem o vírus H5N8.

Segundo a fonte, mais de 300.000 aves já foram sacrificadas no sudoeste do país, mas até agora apenas nos criadouros infectados.

Os custos do transporte e sacrifício dos milhares de patos serão assumidos pelo Estado.

Os casos de gripe aviária não param de aumentar há um mês na França. Até agora, 89 focos da doença foram detectados em criadouros no sudoeste do país, onde a mortalidade alcançou 30%.

A chegada do vírus H5N8 é um duro golpe para a França, principal produtor de foie gras do mundo.

AFP