Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Juan Manuel Santos fala em Cali em 30 de março de 2017

(afp_tickers)

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, comemorou neste domingo o "duro golpe" dado pelas forças armadas à guerrilha Exército de Libertação Nacional (ELN), com a qual mantém diálogos de paz sem uma trégua no terreno.

"Parabenizo o @mindefensa e as Forças Armadas pelo duro golpe que deram contra ELN no (departamento de) Norte de Santander", na fronteira com a Venezuela, escreveu o presidente no Twitter.

O Ministério de Defesa anunciou na mesma rede social que "mediante bombardeio" da Força Aérea Colombiana foram abatidos "oito integrantes da Frente de Guerra Nororiental do ELN", entre eles "cinco homens e três mulheres", e apontou que o processo de identificação dos guerrilheiros mortos estava em andamento.

O comandante-geral das Forças Militares da Colômbia, Juan Pablo Rodríguez, tuitou que o líder máximo do ELN, Nicolás Rodríguez Bautista, conhecido como "Gabino", morreu na operação.

O ministério acrescentou que nesta operação também foi confiscada uma "grande quantidade de material de guerra".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP