Navigation

Secretário da OEA pede confiança no governo de López Obrador

(Arquivo) O presidente eleito do México, Andrés Manuel López Obrador afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 27. julho 2018 - 13:00
(AFP)

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, pediu nesta quinta-feira (27) que se dê um "crédito" ao futuro governo do México, com o presidente eleito Andrés Manuel López Obrador.

Para Almagro, se López Obrador promover uma agenda democrática de diálogo, não terá "qualquer problema" durante seu mandato.

"Sempre que tem um presidente novo e alguém que ganhou com ampla margem, como López Obrador, deve-se dar um crédito", afirmou Almagro, no Panamá, durante um jantar organizado pela Associação Panamenha de Executivos de Empresa (Apede).

"Tem que ter a visão positiva de que vai fazer as coisas bem e se tem suas ideias bem claras, mas, se tiver um esquema democrático e ouvir todos os setores sociais e políticos do país, não vai ter qualquer problema", acrescentou.

A declaração de Almagro foi uma resposta a um dos presentes ao evento, que mostrou preocupação com o governo do esquerdista.

Enrique Peña Nieta entrega o cargo a López Obrador em 1º de dezembro próximo. AMLO, como é conhecido em seu país, venceu a eleição de 1º de julho passado com mais de 50% dos votos e um virulento discurso contra a classe política e parte do empresariado mexicano.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.