Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Modelos apresentam criação de Jacquemus em Paris, em 25 de setembro de 2017

(afp_tickers)

Paris tomou o lugar de Milão nesta segunda-feira e deu início a sua Semana de Moda com um único desfile, do francês Jacquemus no Museu Picasso, antes de um dia no qual brilharão nomes como Dior e Saint Laurent.

Mais de 80 desfiles acontecerão até 3 de outubro na capital francesa, que para esta temporada de Primavera/Verão reafirmou a sua liderança no mundo da moda ao receber três novas marcas que deixaram as passarelas de Nova York: Altuzarra, Thom Browne e Lacoste.

O jovem designer Simon Porte Jacquemus apresentou a sua coleção "La bombe", na qual a mulher se mostra sensual com as costas descobertas, alças finas e decotes generosos, dando a impressão de que se vestiu com pressa.

As cores são neutras e os acessórios - turbantes, brincos sem par - completam os looks que evocam as noites de verão envoltas em ritmos tropicais.

O designer, de 27 anos e oriundo do sul da França, viveu uma ascensão fulgurante com uma moda solar e poética que brinca com as formas geométricas e os volumes.

Sua marca está presente em 200 pontos de venda no mundo e gera sete milhões de euros (8,3 milhões de dólares) em volume de negócio.

Além de Altuzarra, Thom Browne e Lacoste, que se somaram às americanas Proenza Schouler e Rodarte, que em julho já trocaram Nova York por Paris, os olhares também estão colocados nesta Semana da Moda na estreia da britânica Clare Waight Keller como diretora artística da Givenchy, após sua passagem pela Chloé.

Também desfilarão grandes marcas como Chanel, Louis Vuitton e Rick Owens.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP