Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O estilista americano Tom Ford

(afp_tickers)

Nova York inaugura nesta quinta-feira a festa da moda de outono, com os grandes nomes da alta-costura em busca da melhor receita para conquistar as redes sociais e seduzir a Geração Y.

Tom Ford, de volta a Nova York depois de focar sua atenção em Paris, vai abrir nesta quarta-feira à noite o evento semestral que envolve modelos, celebridades, desfiles e festas luxuosas.

Entre as passarelas mais aguardadas está o segundo desfile do estilista Raf Simons para Calvin Klein. Sua estreia na Semana de Moda de Nova York foi em fevereiro, com um desfile vanguardista concebido em parceria com o artista americano Sterling Ruby, que renovou totalmente a imagem dessa marca tão profundamente nova-iorquina.

Considerado um dos mais brilhantes de sua geração, o belga que deixou a Dior para trabalhar na Calvin Klein teve que trabalhar duro para alcançar seu objetivo e aumentar as vendas.

Modernizou a logomarca e levou para a famosa loja da Avenida Madison o desfile de fevereiro, aplaudido pelos críticos.

Grandes nomes da moda vão participar do evento, de Ralph Lauren -que promete brilhar com um desfile organizado em sua mansão de Bedford, no norte de Nova York- até Marc Jacobs, passando por Oscar de la Renta e recém-chegados badalados como Matthew Adams Dolan e o chinês Snow Xue Gao. Mesmo assim, a Big Apple sente a partida de várias coleções para Paris e Los Angeles.

- Nova York em mutação -

O exílio tem nomes como Tommy Hilfiger e Rodarte, além de Proenza Schouler e Joseph Altuzarra, anunciando que agora desfilarão em Paris.

"Quando um grande nome como Altuzarra anuncia que vai embora, isso debilita Nova York como sede importante da criatividade", diz René Célestin, fundador da empresa de produção de desfiles Obo.

O contexto político, com um Donald Trump detestado pelo setor artístico, "não ajuda", diz René. Mas "tudo isso não tem nada de irremediável", acrescenta.

Outras capitais da moda como Londres e Milão passaram por períodos assim antes de renascerem.

"É um ciclo normal", diz Imran Amed, fundador e redator-chefe do site especializado Business of Fashion, baseado em Londres.

Para Amed, a busca da capital mais apropriada pelas marcas é somente um sintoma das mudanças do setor, atingido como tantos outros pelas vendas on-line, pelo papel dominante das redes sociais e pelo lugar tomado pelos "millenials", os integrantes da geração Y.

"Há tantos novos modelos econômicos com os quais experimentar", diz Amed. "Os executivos estão concentrados nesse nicho geracional; os novos consumidores e 'millenials' representariam 45% da indústria do luxo até 2025".

"Cresceram com valores totalmente diferentes, com a tecnologia, e querem uma relação diferente com suas marcas", explica.

- Caçando 'influencers' pelo Instagram -

Entre os exemplos dessa mutação então as recentes colaborações da Coach com Selena Gomez, cantora de 25 anos com 126 milhões de seguidores no Instagram, e da Burberry com a estrela do pop chinês Kris Wu.

Outra tendência, principalmente em Nova York, é a chegada de modelos "plus size". Michael Kors ganhou grande repercussão em fevereiro ao colocar em sua passarela a mais famosa delas, Ashley Graham.

Seguida por cerca de cinco milhões de internautas no Instagram, Graham promete ser uma das rainhas da Semana de Moda de Nova York.

Vai desfilar com orgulho seu tamanho 48, não só nas passarelas mas como convidada de honra de vários prêmios, como o Fashion Media Awards. Esse evento vai premiar também uma das modelos mais famosas do momento, Kendall Jenner, com o título de "ícone da moda da década".

Essa premiação provocou muitas críticas: Kendall tem apenas 21 anos e seu sucesso é recente. Mas a escolha mostra o poder da internet, já que a jovem integrante da família Kardashian-Jenner é uma grande estrela nas redes sociais.

Outros personagens podem surgir do turbilhão de tuítes e fotos no Instagram.

A estrela pop Rihanna vai desfilar sua marca Fenty (em parceria com a Puma) no domingo. O rapper Kanye West vai apresentar a sexta coleção de sua marca Yeezy.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP