Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O serviço secreto alemão (BND) espionou pelo menos um telefonema do secretário de Estado americano, John Kerry, e vigia há anos a Turquia, informou a revista Der Spiegel

(afp_tickers)

O serviço secreto alemão (BND) espionou pelo menos um telefonema do secretário de Estado americano, John Kerry, e vigia há anos a Turquia, informou a revista Der Spiegel.

Em sua edição de domingo, a revista afirma, sem citar suas fontes, que uma conversa de Kerry foi interceptada "acidentalmente" em 2013 peli BND. O secretário de Estado falava sobre as tensões no Oriente Médio por meio de uma conexão via satélite.

O semanário também garante que o governo alemão ordenou que o BND espionasse partir de 2009 a Turquia, seu parceiro no âmbito da Otan.

Os alvos da vigilância são atualizados a cada quatro anos em Berlim e as prioridades atuais - incluindo a Turquia - não foram modificadas após o escândalo de espionagem americana, de acordo com a Der Spiegel.

Vários meios de comunicação alemães indicaram na sexta-feira que os serviços secretos também espionaram "por engano" pelo menos um telefonema da ex-secretária de Estado americano, Hillary Clinton.

As revelações no ano passado sobre a espionagem do celular da chefe do governo alemão, Angela Merkel, pela CIA ainda afetam as relações entre a Alemanha e os Estados Unidos.

AFP