Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Ativistas protestam contra governo Nicolás Maduro, em Caracas, em 28 de julho de 2017

(afp_tickers)

Um artefato explosivo foi detonado em meio ao confronto entre militares e manifestantes opositores ao leste de Caracas, neste domingo (30), deixando pelo menos sete oficiais feridos - informou a Procuradoria venezuelana.

A explosão aconteceu em uma avenida do bairro de Altamira, onde dezenas de opositores protestavam contra a eleição da Assembleia Constituinte, convocada pelo presidente Nicolás Maduro.

Os atingidos são policiais, não militares, esclareceu o Ministério Público, acrescentando que os agentes foram levados para hospitais.

"Ficaram feridos sete PNB (Polícia Nacional Bolivariana), e quatro motocicletas foram incineradas", detalhou o MP em sua conta no Twitter.

Enquanto dois policiais tentavam apagar o fogo em seu uniforme e suas motocicletas estavam em chamas pela explosão, alguns agentes lançaram motos de civis nas chamas.

Em meio à eleição da Assembleia Constituinte, neste domingo, a oposição tomou as ruas com protestos em Caracas e em várias cidades do país. As manifestações estão sendo dispersadas com gás lacrimogêneo e tiros de balas de borracha pela Polícia.

De acordo com o MP, a violência ocorrida neste fim de semana na Venezuela deixou pelo menos dez mortos.

AFP