Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pauline Fisseau, chefe do posto de informação turística, foi a pessoa a desvendar o mistério

(afp_tickers)

"Me benzi e cheirava a álcool. É uma tradição local?". Na igreja de Château-Chalone, no leste da França, visitantes perplexos descobriram que alguém propositalmente trocou a água-benta por aguardente, comentou a secretaria de Turismo nesta sexta-feira (8).

"Por que tem aguardente nos reservatórios de água benta da igreja?", questionaram dezenas de turistas no fim de agosto ao chegarem surpresos no posto de informação turística dessa pequena localidade vitícola.

Diante de uma pergunta sem resposta, Pauline Fisseau, chefe do posto de informação turística, foi a pessoa a desvendar o mistério.

"Jogaram um litro de aguardente em cada um dos reservatórios, e (eles) cheiravam a álcool quando alguém entrava na igreja", explicou à AFP.

Nessa igreja poucas missas são celebradas e os reservatórios de água benta geralmente estão vazios.

Os recipientes com álcool foram rapidamente esvaziados, e preenchidos com o líquido usual, para que pudessem ser utilizados na celebração do dia seguinte com missa na ocasião da festa da padroeira.

Até o momento a identidade do(s) autor(es) do ocorrido continua desconhecida, ou a sua motivação para cometer o ato.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP