Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Dois relógios de pêndulo são vistos em Londres

(afp_tickers)

Os cientistas tentam desvendar um mistério que já dura mais de três séculos: por que dois pêndulos de relógios colocados lado a lado são sincronizados automaticamente?

E aventam uma explicação: os pulsos sonoros.

Em 1665, o físico holandês Christiaan Huygens observou um fato estranho: o movimento dos pêndulos de relógios pendurados na mesma parede é síncrono. Independentemente de sua posição de partida, os pêndulos se colocam em "oposição de fase", quando um pêndulo vai para a esquerda, enquanto o outro vai para a direita.

Desde então, o mistério permanece.

Mas agora, pesquisadores da Universidade de Lisboa (Portugal) sugerem uma explicação, publicada nesta quinta-feira no Scientific Reports da revista Nature.

Os impulsos sonoros - uma onda sonora que transporta energia - pode passar de um relógio para outro, levando-os a sincronizar.

Os investigadores confirmaram o seu modelo teórico com dois relógios de pêndulo ligados a um trilho de alumínio fixado em uma parede. Resultado: a mudança na velocidade dos movimentos dos pêndulos está relacionada com a produção de impulsos sonoros.

"Além da resolução de um mistério antigo, esta descoberta abre o caminho para a compreensão de outros tipos de osciladores (por exemplo, eletrônicos)", disse à AFP Luis V. Melo, coautor do estudo.

AFP