Navigation

Sobe a 125 número de mortos em explosão de duto de gasolina no México

Legista observa corpos carbonizados de vítimas da explosão de um duto de combustível em Tlahuelilpan, estado de Hidalgo, México, 19 de janeiro de 2019 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. fevereiro 2019 - 20:36
(AFP)

O número de mortos na explosão de um duto de gasolina no estado mexicano de Hidalgo, enquanto era saqueado por moradores, aumentou a 125, segundo uma contagem atualizada, divulgada neste domingo (3) por autoridades de saúde federais.

O último óbito foi registrado na noite de sábado em um hospital público da capital, informou em um comunicado o Instituto Mexicano de Seguro Social (IMSS).

Das mortes, 68 ocorreram no momento da explosão e 57 em hospitais. Ainda continuam internadas 22 pessoas, várias delas consideradas em estado grave por apresentar queimaduras em mais de 80% do corpo.

Na tarde de 18 de janeiro, um duto próximo à comunidade de Tlahuelilpan, no estado de Hidalgo (centro), foi perfurado por traficantes de combustível.

Isto atraiu 700 moradores, inclusive famílias inteiras, que enchiam baldes e galões com combustível quando ocorreu a explosão.

A tragédia ocorreu quando o presidente Andrés Manuel López Obrador impulsionava uma estratégia nacional para acabar com o roubo de combustível, um crime que causa prejuízos anuais de US$ 3 bilhões à estatal Petróleos Mexicanos (Pemex).

O "huachicol" - como é denominado o combustível roubado - custa em média a metade do preço cobrado em postos de gasolina.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.