Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Socorristas resgatam senhora na ilha de Asakura

(afp_tickers)

As equipes de resgate continuavam neste domingo (9) as operações de evacuação dos sobreviventes que se encontram nas regiões isoladas pelas inundações que atingiram o sul do Japão, uma catástrofe que deixou ao menos 18 mortos.

Rios que transbordam de água e lama devastaram partes de Kyushu - a mais ao sul das quatro ilhas principais do Japão - após fortes chuvas, varrendo estradas e casas e destruindo escolas.

Neste domingo, cerca de 12.000 socorristas enfrentaram a lama espessa e a forte chuva para procurar pessoas desaparecidas e isoladas.

"Estamos fazendo o possível para auxiliar as vítimas", declarou à imprensa o porta-voz do governo, Yoshihide Suga.

Segundo um balanço atualizado fornecido pelas prefeituras de Fukuoka e de Oita, ao menos 18 pessoas morreram e 27 estão desaparecidas.

Mais de 500 pessoas continuam bloqueadas, segundo a rede de televisão NHK.

A agência meteorológica japonesa previu mais chuva neste domingo na ilha de Kyushu, incluindo nas áreas de Fukuoka e Oita.

AFP