Navigation

Socorristas italianos encontram 18 cadáveres em barco de imigrantes

Equipes de resgate italianas encontraram 18 corpos de imigrantes em um barco ao largo de Lampedusa e outro morreu ao ser transferido para a ilha, informou a imprensa local neste sábado. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 19. julho 2014 - 13:49
(AFP)

Equipes de resgate italianas encontraram 18 corpos de imigrantes em um barco ao largo de Lampedusa e outro morreu ao ser transferido para a ilha, informou a imprensa local neste sábado.

Outros dois homens que estavam em estado crítico neste barco à deriva, em que mais de 600 pessoas viajavam, foram transportadas para um hospital em Palermo, Sicília.

As equipes de resgate acreditam que as vítimas tenham morrido por asfixia. Um barco que passava a cerca de 80 km de Lampedusa, uma ilha italiana entre a Tunísia e a Sicília, alertou a guarda costeira.

No início de julho, 45 corpos foram encontrados mortos por asfixia em uma outra embarcação, trancada a chave pelos traficantes de seres humanos.

Centenas de novos imigrantes chegaram na sexta-feira em águas territoriais italianas, informou a Marinha italiana, que já havia resgatado pelo menos 1.400 pessoas na véspera.

Dezenas de milhares de imigrantes chegaram à Itália desde janeiro e estima-se que este ano vai superar o recorde de 63.000 de 2011, durante a Primavera Árabe.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.