Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Soldados israelenses prendem dois palestinos durante confrontos no povoado de Beita, em 21 de abril de 2017

(afp_tickers)

Soldados israelenses mataram nesta quarta-feira um palestino que atirava contra eles durante uma operação militar na cidade de Hebron, na Cisjordânia ocupada, anunciou o exército.

"Nossas forças enfrentaram a um palestino armado que havia disparado", disseram as Forças Armadas em um comunicado publicado no Twitter. "Em resposta à ameaça imediata, abateram o suspeito".

O Exército havia informado em um primeiro comunicado que o homem estava armado, sem mencionar seus disparos.

Horas antes, a polícia israelense havia anunciado a detenção de uma palestina segurando uma faca em um posto de controle perto de Belém, na Cisjordânia.

Desde outubro de 2015, Israel e os Territórios Palestinos vivem uma onda de violência que causou a morte de 274 palestinos, 42 israelense, dois americanos, dois jordanianos, um eritreu, um sudanês e uma britânica, segundo uma contagem da AFP.

A maioria dos palestinos era de jovens e atuaram sozinhos, armados com facas.

AFP