Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um cubano segura uma bandeira americana em frente à embaixada dos Estados Unidos em Havana na véspera da visita do secretário de Estado americano, John Kerry, à ilha

(afp_tickers)

Mais de meio século depois, os três soldados que arriaram a bandeira americana em Cuba em 1961 voltarão nesta sexta-feira com o secretário de Estado John Kerry à ilha para hasteá-la de novo, anunciou a Casa Branca.

"Adorarei ver a essa bandeira subir de novo", disse Jim Tracy, de 78 anos, em um vídeo divulgado no site do Departamento de Estado.

Em 4 de janeiro de 1961, o sargento Jim Tracy e os cabos Larry Morris e Mike East foram designados para a tarefa de retirar a bandeira que ondeava na embaixada americana em Havana, no dia seguinte ao rompimento das relações diplomáticas.

Do lado de fora, uma multidão de cubanos, esperançosos de conseguir visto para abandonar o país em meio à revolução, observou os militares baixar a bandeira e dobrá-la cerimoniosamente.

"Foi um momento emotivo", disse East, cinco décadas depois, em um vídeo difundido pelo site do departamento de Estado.

Nesta sexta, os três ex-marines estarão junto a Kerry na cerimônia de hasteamento da bandeira e reabertura da embaixada.

Katherine Vargas, porta-voz da Casa Branca, confirmou que os ex-soldados "içarão a bandeira".

Embora seja simbólica e histórica, a cerimônia é uma formalidade: Washington e Havana restauraram os laços diplomáticos no dia 20 de julho.

O edifício de concreto em que se localiza a sede diplomática norte-americana, em frente ao conhecido Malecón da capital cubana, receberá funcionários públicos dos dois países e congressistas americanos.

A bandeira, contudo, não será a mesma de 54 anos atrás, ressalvou uma fonte do Departamento de Estado.

Para os idosos soldados, a cerimônia de sexta significará o conserto de um erro.

"A bandeira americana volta para onde deveria estar", indicou Morris.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










AFP