Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Foguete da SpaceX em Cabo Cañaveral, Flórida

(afp_tickers)

A companhia SpaceX disse ter identificado as causas da explosão que destruiu um foguete com um satélite em setembro nos Estados Unidos, e anunciou que está pronta para retomar os lançamentos no domingo.

Um foguete não tripulado da SpaceX, o Falcon 9, explodiu no dia 1 de setembro em Cabo Canaveral, leste da Flórida, destruindo um satélite que o Facebook planejava usar para transmitir internet de alta velocidade à África.

Em um comunicado divulgado na segunda-feira, a SpaceX disse que o problema ocorreu em um recipiente a pressão, no tanque de oxigênio líquido, na segunda etapa do foguete. Disse que no futuro esses recipientes serão reprojetados.

A empresa anunciou que prevê lançar 10 satélites de comunicações Iridium NEXT de uma base na Califórnia no domingo.

Antes, a Administração Federal de Aviação deve aprovar as conclusões da investigação sobre a falha de setembro.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP