Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Foguete Falcon 9 decola da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia, em 14 de janeiro de 2017

(afp_tickers)

A sociedade americana SpaceX lançou neste sábado na Califórnia seu foguete Falcon 9, transportando 10 pequenos satélites da empresa de comunicações Iridium e marcando o retorno de seus voos quatro meses depois da explosão de uma plataforma de lançamento na Flórida.

O Falcon 9 foi lançado a partir da sua plataforma na base aérea de Vandenberg às 17h54 GMT (15h54 de Brasília), conforme o previsto.

A primeira fase do foguete, de 70 metros de altura, se separou do resto do lançador dois minutos e 27 segundos depois da decolagem, e começou seu retorno à Terra.

Acendeu em várias ocasiões seus retrofoguetes para diminuir sua velocidade e pousou sete minutos e 49 segundos depois sobre uma plataforma flutuante no oceano Pacífico, segundo imagens retransmitidas pela SpaceX.

Esta foi a sexta vez que a SpaceX realizou com sucesso esta delicada manobra, que já lhe permitiu pousar a primeira etapa de seu foguete em três oportunidades em barcaças no mar e outras duas vezes sobre o solo na Flórida.

A empresa pretende desta forma, recuperando a parte mais cara do lançador, reduzir seus custos para colocar material em órbita.

A segunda fase do Falcon 9 deveria colocar os 10 satélites da Iridium em uma órbita baixa cerca de uma hora depois do lançamento, em uma manobra de 15 minutos de duração.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP