AFP

Menina rohingya em acampamento de refugiados em Bangladesh, em novembro de 2016

(afp_tickers)

A Guarda Costeira do Sri Lanka deteve um barco indiano que entrou ilegalmente em águas territoriais da ilha e resgatou 30 refugiados rohingyas, incluindo 16 crianças, informou um funcionário.

A embarcação conduzida por dois indianos entrou nas águas do norte do Sri Lanka depois de cruzar a fronteira marítima, disse um porta-voz da Marinha, Chaminda Walakuluge.

"A Guarda Costeira percebeu a presença de crianças muito pequenas a bordo e escoltou o barco até o porto, onde forneceu ajuda de emergência", disse Walakuluge à AFP.

O porta-voz disse que havia sete homens, sete mulheres e 16 crianças, além da tripulação indiana composta por dois homens que foram presos à espera de uma investigação.

"Havia um bebê de 15 dias e outro de quatro meses a bordo", acrescentou. Os levamos ao porto e demos comida e atendimento médico", afirmou.

Segundo a mesma fonte, os passageiros saíram da Índia, onde viveram durante quatro anos como refugiados. Os resgatados foram entregues às autoridades locais.

Os investigadores suspeitam que a tripulação tentava levar os rohingyas para o Sri Lanka.

AFP

 AFP