Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Stan Lee durante cerimônia no Teatro Chinês, em Hollywood, em 18 de julho de 2017

(afp_tickers)

Stan Lee, cujos super-heróis da Marvel fazem parte da cultura popular há meio século, foi homenageado nesta terça-feira ao colocar suas mãos e pés no cimento do Teatro Chinês de Hollywood.

O lendário artista de 94 anos, criador de "Homem-Aranha", "Hulk", "Homem de Ferro", "Quarteto Fantástico" e "Thor", brincou durante a cerimônia ao dizer que, ao saber o quão bom era no mundo dos quadrinhos, "pediu um aumento" de salário.

"Tenho sido o homem mais sortudo do mundo porque tive amigos, e ter os amigos certos é tudo, pessoas com as quais você pode contar, que dirão a verdade se você perguntar algo", assinalou.

Lee homenageou emocionado a sua "maravilhosa" esposa Joan, com quem foi casado por quase 70 anos e que morreu há menos de duas semanas aos 93 anos.

Na sexta-feira passada também foi homenageado como a "lenda da Disney" - a Marvel faz parte do estúdio de animação há quase uma década - na exposição D23, realizada perto de Los Angeles, onde recebeu uma salva de palmas.

AFP