Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O grupo petroleiro norueguês Statoil anunciou nesta quarta-feira um investimento de 25 milhões de dólares no projeto brasileiro de energia solar Apodi, que pretende levar energia elétrica a 160.000 residências no Nordeste do Brasil

(afp_tickers)

O grupo petroleiro norueguês Statoil anunciou nesta quarta-feira um investimento de 25 milhões de dólares no projeto brasileiro de energia solar Apodi, que pretende levar energia elétrica a 160.000 residências no Nordeste do Brasil.

Com a quantia, a Statoil compra do grupo independente norueguês Scatec Solar 40% do projeto Apodi (162 megawatts) e 50% do capital do consórcio responsável por executar o projeto.

Apodi deve começar a funcionar a partir do fim de 2018, segundo a empresa.

"Apodi é um primeiro passo criterioso na indústria solar e que pode demonstrar que a energia solar representa para a Statoil oportunidades de crescimento flexíveis e rentáveis", afirmou a diretora de energias renováveis da empresa norueguesa, Irene Rummelhoff.

A Scatec Solar conserva a propriedade de 40% do projeto Apodi.

Este é o primeiro investimento em energia solar da Statoil, principal produtor de combustíveis da Noruega.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP