Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O Banco Central aumentou a previsão de crescimento do Brasil, nesta quinta-feira (21), e reduziu a inflação para 2017

(afp_tickers)

O Brasil registrou um superávit comercial em setembro de 5,178 bilhões de dólares, acumulando recorde de 53,283 bilhões nos primeiros nove meses do ano, anunciou nesta segunda-feira (2) o Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O saldo positivo de setembro também foi o mais alto para este mês desde que começou a série, em 1989.

As vendas ao exterior alcançaram 18,666 bilhões de dólares no nono mês do ano (um aumento interanual de 24%), enquanto as importações foram de 13,488 bilhões de dólares (+18,1%).

O superávit comercial acumulado entre janeiro e setembro representa 47,3% mais que no mesmo período de 2016. Esse excedente superou o saldo positivo obtido em toda a balança comercial do ano passado (47,683 bilhões de dólares), quando bateu o recorde anual desde o início da série histórica.

Em setembro, quase metade do faturamento externo (8,539 bilhões de dólares) veio de venda de produtos básicos (+36,7%), principalmente soja, minério de ferro, petróleo, carnes e milho.

As vendas externas de bens industrializados totalizaram 6,893 bilhões de dólares (+18%), com destaque para automóveis de passageiros, veículos de carga, autopeças, açúcar e maquinário pesado.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP