AFP

Foto sem data obtida em 9 de abril de 2017 cortesia do gabinete do xerife do Condado Rock, em Janesville, mostra Joseph Jakubowski, de 32 anos

(afp_tickers)

A polícia do estado de Wisconsin capturou nesta sexta-feira, após uma intensa perseguição, um homem que supostamente roubou uma loja de armas e enviou um manifesto ao presidente Donald Trump com várias ameaças.

Joseph Jakubowski, de 32 anos, foi preso sem resistência em uma fazenda, informou o chefe de polícia do condado de Rock.

Pelo menos 150 agentes da polícia local e do FBI estavam procurando o suspeito, que em 4 de abril invadiu uma loja de armas chamada Armageddon na cidade de Janesville, Wisconsin, e roubou cerca de 16 armas de fogo de alta potência.

Imagens de câmeras de vigilância permitiram à polícia identificar Jakubowski como o principal suspeito. Segundo as autoridades, neste mesmo dia ele enviou à Casa Branca um documento de 161 páginas com ameaças.

De acordo com o comissário Robert Spoden, o manifesto "traz uma longa lista de injustiças que ele atribui ao governo e às classes mais altas contra outros cidadãos do país".

Na quinta-feira, a polícia recebeu informações sobre um homem que correspondia à descrição do assaltante, e que estava "acampado" em uma fazenda a cerca de 200 km de Janesville.

Esta semana, a polícia federal dobrou para 20.000 dólares a recompensa por informações que levassem à prisão do suspeito.

AFP

 AFP