Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O presidente da Telefónica, José María Álvarez-Pallete

(afp_tickers)

O grupo espanhol Telefónica anunciou uma queda de 14,7% em seu lucro líquido no terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período em 2016, o que a empresa atribui ao fim dos gastos com roaming na União Europeia e ao impacto da taxa de câmbio.

O resultado líquido foi de 839 milhões de euros, abaixo das expectativas dos analistas.

A empresa atribui o resultado ao impacto negativo da nova regulamentação europeia em termos de 'roaming'.

De acordo com a Telefónica, o faturamento caiu 2,5%, 12,75 bilhões de euros.

Sem o impacto da taxa cambial, as vendas teriam registrado um crescimento de 4% no terceiro trimestre.

A dívida da Telefónica é de 47,22 bilhões de euros, contra 48.48 bilhões em junho.

O faturamento caiu em todas as regiões. Na América Latina, sem considerar o Brasil, caiu 4,7% e na Grã-Bretanha 4,4%.

A Telefónica mantém a meta de crescimento de até 1,5% no faturamento anual. Nos primeiros nove meses do ano avançou 1,4%.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP