Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Um boletim da Proteção Civil estadual detalhou que duas pessoas morreram por uma descarga elétrica e que outras duas, entre elas uma menor de idade, se afogaram após ser arrastadas pela corrente de um córrego que tentavam atravessar

(afp_tickers)

Ao menos quatro pessoas morreram no estado mexicano de Baixa Califórnia do Sul (noroeste) após a passagem da tempestade tropical Lidia, que provocou chuvas intensas e causou graves danos em estradas, casas e serviços básicos, informou nesta quinta-feira o governo do estado.

"Lidia deixa um saldo vermelho em Baixa Califórnia do Sul, me avisam de quatro mortos", disse o governador Carlos Mendoza em declarações à imprensa local.

Um boletim da Proteção Civil estadual detalhou que duas pessoas morreram por uma descarga elétrica e que outras duas, entre elas uma menor de idade, se afogaram após ser arrastadas pela corrente de um córrego que tentavam atravessar.

De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC, por suas siglas em inglês), Lidia avançava sobre a parte sul da península da Baixa Califórnia, no Pacífico, com ventos sustentados de 95 km/h. Espera-se que, ao avançar para o norte, saia da parte terrestre.

Na zona afetada por Lidia há balneários de prestígio internacional como Cabo San Lucas e San José del Cabo, cujos turistas foram trasladados a abrigos sem que fossem registrados incidentes maiores.

Por sua localização geográfica e pela sua ampla faixa costeira, tanto no Pacífico como no Atlântico, o México é um dos países mais vulneráveis aos furacões.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP