Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Furacão Arthur se aproxima da costa da Carolina do Sul e do Norte com ventos de até 120 km/h.

(afp_tickers)

A tempestade tropical Arthur perdia força rapidamente neste sábado, enquanto se afastava da costa nordeste dos Estados Unidos em direção ao Canadá, mas não provocou grandes danos em sua passagem.

Arthur, que às 09h00 GMT (06h00 de Brasília) deixou de ser furacão categoria um, atingiu a Nova Inglaterra e as províncias canadenses de Nova Scotia e Halifax quando se dirigia a nordeste afastando-se da costa de Massachusetts.

Dezenas de milhares de pessoas em Nova Scotia e Halifax estavam sem eletricidade neste sábado devido à tempestade, informaram empresas e meios de comunicação locais.

O Centro de Furacões do Canadá afirmou que fortes chuvas já atingiam zonas de New Brunswick e do sudoeste de Nova Scotia.

Arthur tocou terra na noite de quinta-feira na Carolina do Norte como furacão de categoria 2, em uma escala de cinco (a mais forte).

Os meteorologistas temiam que a tempestade provocasse sérias inundações e perturbasse o feriado do fim de semana do Dia da Independência em toda a costa leste dos Estados Unidos.

A tempestade forçou o adiamento de algumas celebrações com fogos de artifício e turistas precisaram abandonar as praias, mas por fim provocou poucos danos.

Segundo as previsões do Centro Nacional de Furacões (NHC) com sede em Miami, Arthur, ou o que restar da tempestade, atingirá a Nova Scotia e se dirigirá ao Golfo de San Lorenzo na noite deste sábado.

"Os ventos máximos sustentados caíram a cerca de 110 km/h. Está previsto um enfraquecimento adicional, e espera-se que o Arthur se transforme em uma depressão pós-tropical mais tarde" neste sábado, anunciou o NHC.

Acredita-se que a velocidade de deslocamento da tempestade, que se movia a 35 km/h, seguirá diminuindo nos próximos dias, declarou o NHC em um relatório.

O governador da Carolina do Norte, Pat McCrory, informou na sexta-feira que, com exceção de algumas inundações e cortes de eletricidade, seu estado não foi muito atingido pela tempestade.

A temporada de furacões do Atlântico começou no dia 1 de junho e se estende até o fim de novembro.

AFP