Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Vista do centro de Argel

(afp_tickers)

Seis pessoas morreram e 420 ficaram feridas em um terremoto de magnitude 5,6 na escala Richter, que provocou cenas de pânico nesta sexta-feira em Argel e nos departamentos limítrofes.

"Segundo um balanço médico definitivo, seis pessoas morreram e 420 feridos", anunciou à AFP um membro da célula de crise.

Vinte e uma pessoas continuam hospitalizadas.

Quatro vítimas faleceram ao saltar das janelas de suas casas e duas outras de parada cardíaca, segundo a mesma fonte.

As vítimas são de Argel, Boumerdes (oeste) e Blida, (sul) de Argel.

Os muitos moradores locais saíram imediatamente às ruas, com medo de que os edifícios desabassem.

O coronel Faruk Ashur, porta-voz da Defesa Civil, ressaltou que o tremor, registrado às 05h11 locais (01h11 de Brasília), não provocou grandes danos.

O epicentro do tremor se situou no mar, 19 km a nordeste de Argel, segundo o centro de pesquisas em astronomia, astrofísica e geofísica (CRAAG), que ressaltou que o terremoto "encontra-se na atividade normal de sismicidade da Argélia".

Em 2003, um terremoto em Boumerdes deixou 3.000 mortos.

AFP