Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Ao menos uma pessoa morreu em consequência de um terremoto de 6,5 graus que atingiu a região central das Filipinas e deixou cinco pessoas presas nos escombros de um centro comercial

(afp_tickers)

Ao menos uma pessoa morreu em consequência de um terremoto de 6,5 graus que atingiu a região central das Filipinas e deixou cinco pessoas presas nos escombros de um centro comercial.

As equipes de resgate conseguiram retirar seis pessoas da estrutura de três andares, localizada em Kananga, perto do epicentro do terremoto, na ilha de Leyte, afirmou o vice-prefeito da cidade, Elmer Codilla.

As autoridades temem a presença de mais pessoas nos escombros.

Os agentes conseguiram regirar o corpo de uma vítima e resgatar seis pessoas sem ferimentos, informou Codilla.

O tremor aconteceu pouco depois das 16H00 locais (5H00 de Brasília) a uma profundidade de seis quilômetros, 12 km ao nordeste da cidade de Ormoc, na ilha de Leyte.

O país fica no "círculo de fogo" do Pacífico, região de grande atividade sísmica e vulcânica, que vai da Austrália até o Alasca e depois desce pela costa oeste americana até o sul do Chile.

Em outubro de 2013, um terremoto de 7,1 graus de magnitude deixou 220 mortos nas ilhas do centro das Filipinas.

Em fevereiro, um tremor de 6,5 graus deixou oito mortos e mais de 250 feridos na cidade costeira de Surigao, na ilha de Mindanao (sul).

A ilha de Leyte também foi devastada em novembro de 2013 pelo supertufão Haiyan, que deixou 7.350 mortos ou desaparecidos.

AFP