Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O secretário de Estado americano, Rex Tillerson

(afp_tickers)

Os chefes da diplomacia americana, Rex Tillerson, e do Irã, Mohammad Javad Zarif, se reuniram pela primeira vez nesta quarta-feira em uma sala da ONU para discutir o acordo nuclear iraniano, constataram jornalistas da AFP.

Trata-se da primeira reunião entre os dois diplomatas desde a posse, em janeiro, do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Os dois ministros vão avaliar, junto com os outros cinco signatários do acordo sobre o programa nuclear alcançado em 2015 (Rússia, França, Alemanha, China e União Europeia) o futuro do texto, o qual o presidente americano parece querer renegar.

Nenhum dos diplomatas presentes - incluindo a representante da UE, Federica Mogherini - respondeu às perguntas dos jornalistas sobre se "vão matar o acordo" ou "salvar o acordo".

Há dois dias, Washington e Teerã trocam declarações sobre o acordo, que garante a natureza civil do programa nuclear iraniano em troca do levantamento de sanções que sufocam a economia iraniana.

O presidente do Irã, Hassan Rohani, advertiu nesta quarta-feira, diante da Assembleia Geral da ONU, que seu país reagirá com determinação a qualquer violação do acordo assinado em 2015.

"Será uma grande lástima se este acordo for destruído por párias recém-chegados ao mundo da política. O mundo perderia uma grande oportunidade", ressaltou o líder iraniano, lembrando que o acordo "é o resultado de dois anos de intensas negociações multilaterais".

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP