Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Imagem do pico do Alpamayo, de 5800 metros, um monte nos Andes peruanos, no dia 31 de dezembro de 2002

(afp_tickers)

Dois alpinistas chilenos e um russo morreram, nesta terça-feira, depois de serem pegos por uma avalanche, quando tentavam escalar uma montanha na parte dos Andes do Peru.

"Tivemos contato com a equipe de resgate, que informou que encontraram os corpos de dois chilenos e um russo. O acidente ocorreu nos primeiros 100 metros de parede do monte nevado Pirâmide Garcilaso", comentou o presidente da Associação de Guias de Montanha do Peru, Rafael Figueroa.

Pirâmide de Garcilaso (5.885 metros de altitude) é um pico nevado na área da Cordilheira Branca, no norte do Peru. Alpinistas de Huaraz e membros da polícia de Alta Montanha participaram do regate.

"Eles sofreram uma avalanche de blocos de gelo. Nesses momentos, a equipe de resgate está fazendo trabalhos de translado" ao acampamento base de resgate. Os corpos devem chegar à cidade de Caraz na quarta-feira.

Os chilenos foram identificados como Cristóbal Bizzarri e Gabriel Navarrete, enquanto o russo é Alexander Maznev, de acordo com informação do grupo de resgate.

Os alpinistas tinham sido vistos pela última vez no dia 22 de junho "por turistas ingleses nos primeiros 100 metros da Pirâmide. Os ingleses escutaram o estronde de uma avalanche", comentou Figueroa.

A Cordilheira Branca é uma cadeia montanhosa no noroeste do Peru, frequentada por escaladores de diversas partes do mundo.

AFP