Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Sete navios de guerra sul-coreanos se somaram a três porta-aviões americanos, neste sábado

(afp_tickers)

Sete navios de guerra sul-coreanos se somaram a três porta-aviões americanos, neste sábado (11), em uma incomum demonstração de força naval destinada à Coreia do Norte.

Nos exercícios de quatro dias no Pacífico ocidental, participam os porta-aviões "Ronald Reagan", "Nimitz" e "Theodore Roosevelt" e sete navios da Coreia do Sul, incluindo três destróieres, informou o Ministério da Defesa em Seul.

É o primeiro exercício envolvendo três porta-aviões em uma década.

"O exercício está destinado a melhorar a dissuasão contra as ameaças nuclear e de mísseis da Coreia do Norte e mostrar nossa capacidade para deter qualquer ato de provocação", disse um porta-voz ministerial.

As embarcações americanas farão exercícios aéreos, de vigilância no mar, treinamento de combate aéreo defensivo e outras operações de treinamento, indicou a Marinha.

Os exercícios acontecem após as visitas de Trump a Pequim e a Seul esta semana, dominadas pelas tensões com Pyongyang e pela busca de meios para conter a ameaça nuclear na península.

Em um discurso ao Parlamento sul-coreano na quarta-feira passada, o presidente Trump advertiu a Coreia do Norte a não subestimar os Estados Unidos, mas prometeu ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, um "futuro melhor", se desistir das ambições nucleares.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP