Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Policiais cercam local onde corpos foram encontrados entre as cidades de Coacoyula e Apipilulco, no México, no dia 19 de maio de 2016

(afp_tickers)

Um prefeito do estado mexicano de Puebla (centro) foi assassinado a tiros na noite de segunda-feira, sendo o terceiro chefe municipal morto no país em menos de 15 dias.

O corpo de José Santamaría Zavala, prefeito de Huehuetlan El Grande, foi achado junto ao carro que dirigia.

A polícia investiga se o crime foi uma tentativa de assalto, mas não descarta outras linhas.

O prefeito do turístico povoado indígena de San Juan Chamula, em Chiapas (sul), também foi morto a balas por uma multidão de manifestantes, e o prefeito de Pungabarato foi morto no violento estado de Guerrero (sul), depois de sofrer ameaças do crime organizado.

Desde 2006, quando começou a chamada guerra contra o narcotráfico do ex-presidente Felipe Calderón, 41 prefeitos em função, sete eleitos e 32 ex-prefeitos foram assassinados no México, segundo a Associação Nacional de Prefeitos do México (ANAC).

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP