Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, e o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, negociam o acordo comercial à margem do G20, em Hamburgo

(afp_tickers)

O acordo de livre-comércio entre União Europeia e Canadá começará a valer "provisoriamente" a partir de 21 de setembro, anunciaram os membros do bloco neste sábado, num comunicado conjunto.

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que participam do G20 em Hamburgo, na Alemanha, acordaram essa data pouco menos de um ano após a assinatura.

A aplicação "provisória" do Acordo Econômico e Comércio Global (Ceta, na sigla em inglês) acontece enquanto esperam a entrada em vigor do texto, quando todos os parlamentos dos países da União Europeia tiverem votado.

O tratado já foi aprovado pelas câmaras canadense e europeia, mas sua votação em parlamentos nacionais e locais pode levar anos.

A escolha da data em setembro deve garantir tempo hábil para "que sejam tomadas todas as medidas necessárias para sua aplicação", explicou o comunicado.

O documento de 1.600 páginas, negociado durante sete anos, deve suprimir mais de 99% dos direitos de aduana com Ottawa, e expandir em 25% o comércio da UE com o Canadá, seu 12º parceiro comercial.

AFP