Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro de Canadá, Justin Trudeau, durante viagem à Índia no dia 22 de fevereiro de 2018

(afp_tickers)

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, telefonou nesta segunda-feira para o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para pedir a ele a isenção permanente das tarifas sobre o aço e o alumínio.

Os dois mandatários "discutiram uma variedade de questões que afetam Canadá e Estados Unidos, incluindo as indústrias integradas de aço e alumínio da América do Norte", segundo assessores de Trudeau.

Foi a primeira conversa entre os dois líderes depois que Trump formalizou, no dia 8 de março, sua ameaça de impor tarifas de 25% à importação de aço e de 10% à de alumínio, isentando inicialmente os produtos de Canadá e México.

O Canadá é o principal fornecedor de aço e alumínio do mercado americano.

O primeiro-ministro canadense disse nesta segunda-feira que é "essencial preservar nossas redes de abastecimento que beneficiam ambos (os países) se quisermos proteger empregos e negócios nos dois lados da fronteira".

Trump, por sua vez, "insistiu na importância de concluir rapidamente as negociações sobre o Nafta (Tratado de livre comércio da América do Norte) para garantir a viabilidade das indústrias de manufatura dos Estados Unidos e da América do Norte, e para proteger a segurança nacional e econômica dos Estados Unidos", segundo um comunicado da Casa Branca.

A isenção inicial para México e Canadá foi outorgada por Trump para pressionar as partes a fazer concessões na renegociação do Nafta.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

The citizens' meeting

AFP