AFP

O presidente americano Donald Trump em Miami, Flórida, no dia 16 de junho de 2017

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, pediu nesta sexta-feira (16) aos seus compatriotas para rezarem por Otto Warmbier, o estudante universitário detido na Coreia do Norte no ano passado e que foi levado em coma de volta para casa nessa semana.

"Fiquei feliz que o secretário de Estado, Rex Tillerson, e eu, junto com uma equipe muito talentosa, pudemos fazer com que Otto Warmbier voltasse a se reunir com seus pais. O que aconteceu foi algo realmente terrível", disse Trump em Miami, no início de seu discurso sobre Cuba.

"Porém, ao menos os que o amam agora podem cuidar e estar com ele", acrescentou.

Warmbier, de 22 anos, sofreu uma grave perda de tecido em todas as regiões do cérebro, segundo informações dadas pelos médicos na quinta-feira, que ressaltaram não poder determinar a causa de sua lesão.

O jovem foi preso em março de 2016 por roubar uma cartilha de propaganda política em um hotel na Coreia do Norte. Aparentemente, a lesão ocorreu pouco depois.

AFP

 AFP