Trump: Irã não respeita 'espírito' do acordo nuclear

 AFP

O presidente americano, Donald Trump, em Washington DC, em 12 de abril de 2017

(afp_tickers)

O Irã "não respeita o espírito" do acordo nuclear alcançado com as potências mundiais em 2015, disse nesta quinta-feira o presidente Donald Trump, advertindo que os Estados Unidos manifestarão em breve sua posição sobre isto.

"O Irã não respeita o espírito do acordo, e deve fazê-lo", declarou Trump em entrevista coletiva ao lado do primeiro-ministro da Itália, Paolo Gentiloni, na Casa Branca.

"Estamos analisando isto muito, muito cuidadosamente, e diremos algo sobre isto em um futuro não muito distante".

"É um acordo terrível. Não deveria ter sido firmado", disse Trump sobre o tratado negociado por seu antecessor, o democrata Barack Obama.

"Não deveria ter sido negociado da forma como foi negociado. Sou totalmente a favor dos acordos, mas este é ruim".

Na véspera, o secretário americano de Estado, Rex Tillerson, qualificou de fracasso o acordo nuclear com o Irã, mas o departamento de Estado admitiu que Teerã tem cumprido com sua parte.

O Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA, em inglês) firmado entre Irã e as potências mundiais restringe o programa de enriquecimento de energia nuclear iraniano por dez anos.

O acordo nuclear foi alcançado em julho de 2015, em Viena, entre Irã, Grã-Bretanha, China, França, Alemanha, Rússia e Estados Unidos. Entrou em vigor em janeiro de 2016.

Tillerson declarou que o JCPOA "não é o suficiente para se alcançar o objetivo de um Irã não nuclear" e que resulta do "mesmo enfoque falido que no passado nos trouxe à atual ameaça da Coreia do Norte".

AFP

 AFP