Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) O secretário de Justiça americano, Jeff Sessions

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, atacou seu secretário de Justiça, Jeff Sessions, nesta terça-feira (25), acusando-o de ser "muito fraco" na investigação dos vazamentos à imprensa e no caso dos e-mails da ex-candidata à presidência Hillary Clinton.

A nova rodada de tuítes do presidente rebate uma matéria do jornal The Washington Post, segundo a qual Trump e seus assessores já cogitam substituir Sessions, um de seus primeiros e mais fiéis admiradores.

"O procurador-geral Jeff Sessions adotou uma posição muito fraca sobre os crimes de Hillary Clinton e sobre os informantes", tuitou Trump.

O presidente criticou Sessions abertamente por ter-se recusado a fazer parte da investigação federal aberta para determinar se houve conluio entre a equipe de campanha de Trump e a Rússia, no intuito de interferir na eleição presidencial americana de 2016.

Sessions já declarou que não pretende renunciar ao cargo.

AFP