Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) Warmbier participa de entrevista coletiva em Pyongyang

(afp_tickers)

O presidente Donald Trump considerou nesta terça-feira que a morte do estudante americano Otto Warmbier, repatriado em estado de coma após permanecer por mais de um ano preso na Coreia do Norte, é um "escândalo absoluto".

"O que aconteceu com Otto é um absoluto escândalo. Isso jamais deveria ter acontecido e, francamente, se tivesse sido repatriado antes, acredito que o final teria sido muito diferente", acrescentou o chefe de Estado no Salão Oval da Casa Branca.

Otto Warmbier morreu na segunda-feira aos 22 anos de idade. Ele havia sido preso pelo regime norte-coreano em janeiro de 2016 por ter tentado roubar um cartaz de propaganda durante uma excursão organizada no país.

Ao ser repatriado para os Estados Unidos no dia 13 de junho, constatou-se graves lesões cerebrais no jovem.

AFP