Navigation

Trump ameaça Cuba com embargo 'total' por apoio à Venezuela

Presidentes Miguel Díaz-Canel (esq.) e Nicolás Maduro passam a guarda de honra em revista, no Palácio da Revolução, em visita do venezuelano a Cuba, em 21 de abril de 2018, em Havana afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. abril 2019 - 22:20
(AFP)

O presidente americano, Donald Trump, ameaçou aplicar um embargo "total" a Cuba, nesta terça-feira (30), com um embargo "total" e com sanções, se não puser fim a seu apoio ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

"Se as tropas cubanas e as milícias não PARAREM imediatamente as operações militares e de outro tipo com o propósito de provocar a morte e a destruição da Constituição da Venezuela, vamos impor um embargo pleno e total junto com sanções de alto nível", tuitou Trump.

Segundo o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, Maduro estava pronto para deixar a Venezuela e seguir para Cuba, mas foi dissuadido pela Rússia.

"Ele tinha um avião na pista, estava pronto para ir embora esta manhã, pelo que sabemos, e os russos disseram a ele que deveria ficar", disse Pompeo, em entrevista à CNN.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.