Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Arquivo) George Papadopoulos, um dos três indiciados na investigação da suposta interferência russa nas eleições presidenciais de 2016

(afp_tickers)

O presidente Donald Trump chamou nesta terça-feira de mentiroso George Papadopoulos, um dos três indiciados na investigação da suposta interferência russa nas eleições presidenciais de 2016, e minimizou seu papel durante a campanha eleitoral.

Em uma série de tuítes, o presidente americano voltou a reiterar que o indiciamento de seu ex-chefe de campanha, Paul Manafort, se baseia em fatos que ocorreram antes que fizesse parte de sua equipe eleitoral.

"Pouca gente conhecia o jovem voluntário e de pouco nível chamado George, que já demonstrou ser um mentiroso. Investiguem os DEMS [democratas, ndlr]", assinalou Trump.

"Tal como disse o advogado de Manafort, 'não houve conluio'", escreveu em outra mensagem.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP