Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Trump (dir.) e o presidente chinês, Xi Jinping, em jantar em Mar-a-Lago, em West Palm Beach, na Flórida, em 6 de abril de 2017

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira que conversará por telefone com o líder chinês, Xi Jinping, ainda esta noite para discutir a crescente tensão em torno da Coreia do Norte.

"A conversa telefônica ocorrerá esta noite", disse Trump aos repórteres em Nova Jersey após conversar com o secretário de Estado, Rex Tillerson, e a embaixadora americana na ONU, Nikki Haley.

"Estivemos trabalhando bem de perto com a China e outros países".

A China tradicionalmente tem sido o aliado mais próximo da Coreia do Norte, mas no último fim de semana votou durante uma reunião do Conselho de Segurança da ONU a favor de uma série de sanções contra o regime de Kim Jong-Un.

Pequim tem expressado o seu alarme sobre a escalada verbal entre Washington e Pyongyang, que nesta semana incluiu um alerta de Trump de que a Coreia do Norte enfrentará "fogo e fúria" se continuar a ameaçar os Estados Unidos.

O porta-voz do ministro chinês das Relações Exteriores, Geng Shuang, pediu nesta sexta-feira a ambos os lados que "sejam cautelosos com as palavras e ações, e contribuam mais para aliviar as tensões".

Enquanto Trump reiterava as suas advertências de que não permitirá ameaças da Coreia do Norte, enfatizou seu desejo de encontrar uma solução pacífica para a situação.

"Tomara que tudo funcione. Ninguém gosta tanto de uma solução pacífica quanto o presidente Trump, posso afirmar isso", declarou.

AFP