AFP

Prayuth Chan-O-Cha chegou ao poder há três anos

(afp_tickers)

O chefe da junta tailandesa aceitou, segundo declarações de seu porta-voz nesta segunda-feira, um convite para visitar os Estados Unidos do presidente Donald Trump, que convidou na véspera seu colega filipino.

Assim, o presidente Trump propôs por telefone na noite de domingo que o primeiro-ministro tailandês, Prayuth Chan-ocha, ex-chefe do exército e que assumiu o poder em 2014, viaje a Washington. Nos últimos dias, o presidente americano telefonou a vários de seus colegas asiáticos em busca de apoio contra o problema norte-coreano.

No domingo, Trump convidou aos Estados Unidos o presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, amplamente criticado internacionalmente devido à guerra sangrenta que dirige contra o tráfico de drogas no arquipélago.

"O primeiro-ministro (tailandês) agradeceu e aceitou o convite do presidente Trump para visitar os Estados Unidos", indicou em um comunicado o porta-voz da junta, o general Werachon Sukhonhapatipak, apontando que Trump também foi convidado a visitar a Tailândia.

Nenhuma data para a viagem foi especificada.

AFP

 AFP