Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O mandato de Janet Yellen na presidência do Fed acaba em fevereiro

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (14) ainda não ter decidido quem vai assumir a presidência do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) a partir de fevereiro, mas garantiu que "gosta" da atual chefe, Janet Yellen.

"Eu respeito muito a presidente Yellen. Eu gosto dela e respeito ela, mas ainda não tomei essa decisão", disse Trump, dando sinais de que pode mantê-la em seu cargo à frente do Fed, após o fim do seu mandato de quatro anos, em fevereiro.

"Eu acho que o país está indo bem", acrescentou o presidente. "Há um bom motivo para isso, e acontece de o motivo ser Trump".

Num discurso no mês passado, Yellen, de 71 anos, defendeu as proteções bancárias aplicadas a partir da crise financeira de 2008, um reforço de posicionamentos seus já declarados, o que foi interpretado como um sinal para o governo Trump de que poderia estar perdendo o apoio dela.

Desde que chegou à Casa Branca, em 20 de janeiro, o governo Trump desmantelou as principais regras que regulamentam o sistema financeiro americano, pois considera que prejudicam o crescimento.

Existiam rumores de que Trump estava considerando substituí-la por Gary Cohn, seu principal assessor econômico, mas funcionário de alto escalão do governo desmentiram essa versão recentemente.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP