Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Summer Zervos

(afp_tickers)

O presidente americano, Donald Trump, chamou nesta segunda-feira (16) todas as acusações de assédio sexual contra ele de "notícias falsas", após sua campanha ser intimada como parte de uma ação de difamação apresentada por uma ex-participante de reality-show.

"Tudo o que vejo são notícias falsas. É falso e inventado, e é uma coisa infeliz isso acontecer, mas acontece no mundo da política", disse Trump a jornalistas na Casa Branca.

A ação de Summer Zervos, ex-participante do programa de Trump "O Aprendiz", diz que ele fez "inúmeros comunicados falsos e difamatórios" em resposta a alegações de que teria tentado beijá-la e tocá-la sem seu consentimento.

A intimação, emitida em março mas arquivada em 19 de setembro, indica que a equipe de campanha de Trump e seus afiliados devem entregar documentos sobre Zervos e seus associados, assim como sobre "qualquer mulher que tenha alegado que Donald J. Trump a tocou de forma inapropriada".

Também solicita documentos "de quaisquer acusações" feitas durante a campanha de Trump de que "submeteu qualquer mulher a um toque sexual indesejável e/ou teve um comportamento sexualmente inapropriado", e as respostas do presidente às alegações.

A intimação, que não tinha se tornado pública, foi reportada primeiro pelo Buzzfeed News.

Zervos disse em 2016 que Trump avançou sexualmente quando ela o conheceu em 2007 no Hotel Beverly Hills, em Los Angeles, para discutir oportunidades de carreira.

Trump se moveu em sua direção de forma agressiva durante o encontro e tocou em seu peito, mas ela o rejeitou, diz.

Zervos e diversas outras mulheres que fizeram alegações semelhantes surgiram depois que um vídeo de 2005 de Trump se gabando de assediar mulheres correu a Internet em outubro.

Donald Trump afirmou que seus comentários eram "brincadeiras de vestiários" e denunciou as alegações de assédio sexual como mentiras e histórias inventadas.

De acordo com a ação de Zervos, "Trump ficou obcecado com as falas da senhora Zervos e de outras mulheres que se apresentaram para denunciar seus abusos mentirosos com motivos impróprios".

Trump é um "mentiroso e misógino" que "degradou e denegriu Zervos com declarações falsas sobre ela", diz o processo.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP