Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Donald Trump

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta terça-feira que a última série de sanções contra a Coreia do Norte, aprovada pela ONU, é um "pequeno passo" que deve levar a medidas mais contundentes.

Adotando um tom severo diante dos testes de mísseis e nucleares da Coreia do Norte, Trump afirmou que vai continuar pressionando por mais sanções, a fim de forçar o regime norte-coreano a repensar sua estratégia.

"Consideramos que é apenas outro pequeno passo, não um grande", declarou Trump sobre as sanções acordadas na segunda-feira.

O Conselho de Segurança da ONU puniu a Coreia do Norte por seu teste nuclear ao aprovar, por unanimidade, novas sanções que proíbem as exportações têxteis e restringem as de petróleo e gás.

As medidas, no entanto, foram amenizadas, frente ao embargo total ao petróleo desejado por Washington, mas ao qual a China se opõe.

"Essas sanções não são nada comparado com o que finalmente terá que passar", ressaltou Trump, ao indicar que seguirá pressionando Pequim.

"É agradável ter uma votação 15 a 0", acrescentou.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP