Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Secretário-geral da ONU, Antonio Guterres (esq.), e o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, em Washington, D.C., em 20 de outubro de 2017

(afp_tickers)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou de lado suas costumeiras críticas à ONU nesta sexta-feira (20) e fez elogios ao secretário-geral da organização, Antonio Guterres.

Ao receber Guterres no Salão Oval da Casa Branca, Trump disse que ambos mantêm uma relação de "amigos" e elogiou seus esforços para reformar o organismo mundial.

"Você fez um trabalho muito, muito impressionante nas Nações Unidas", afirmou Trump.

"Precisa-se de talento e tem talento", acrescentou.

"Tenho de dizer que as Nações Unidas têm um enorme potencial. Nos últimos anos, não foi usada como se deve", completou Trump.

A reforma da ONU era um dos pontos a serem abordados na reunião.

"Acredito seriamente que vivemos em um mundo tumultuado, mas precisamos de uma ONU forte, reformada e modernizada", defendeu Guterres.

Durante o discurso inaugural na Assembleia Geral da ONU em setembro, Trump se distanciou da política de seu predecessor de promover os valores democráticos no mundo.

Nesse pronunciamento, o republicano defendeu, em contrapartida, a ideia de que "cada nação use sua soberania como base para a cooperação mútua".

Esta foi a primeira reunião formal de Guterres com Trump na Casa Branca, após um breve encontro com o presidente americano em abril.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP